29 de jul de 2014

Amo meu trabalho!!!
 E minhas  alunas me motivam  muitto!!  BEIJÃO MEUS AMORES.

10 de mar de 2012

Lingerie sob medida

Olá gente,

Faço lingerie sob medida, é só enviarem suas medidas que confecciono prá vcs.

Mandem foto do modelo desejado ou desenhe como desejar e seu projeto será executado .
Envio para qualquer parte do mundo.


26 de jul de 2011

COSTURANDO EM COURO E MATERIAL








Eu adoro acessórios em couro – bolsas, carteiras, sapatos, broches – acho que eles dão uma super valorizada no visual. Quando entrei nesse mundo da costura, descobri que o couro sintético tem preço similar aos tecidos e que com um pouco de técnica, é possível produzir acessórios tão bonitos quanto os que eu via nas lojas.

Os couros sintéticos são produzidos a partir de fibras como nylon, poliéster e poliuretano – todas derivadas do petróleo. Existem vários tipos de couro sintético e os nomes podem variar de acordo com a loja, o vendedor, etc. A impressão que dá é que as próprias lojas não sabem muito sobre o produto que estão vendendo, chega a ser frustrante. O couro sintético pode ser encontrado em casas de couro, tapeçarias e lojas de tecidos para decoração e estofamento.

 
Courino

O courino, ou courano, tem textura semelhante ao couro legítimo, possui grande variedade de cores, é mais grosso pois o seu verso é flanelado. É fácil trabalhar com ele, sua textura facilita o deslize na máquina. Só não é bom para apliques, pois como o verso é flanelado e branco, a borda fica com o acabamento ruim, o branco fica aparecendo. Custa entre R$ 10,00 e R$ 14,00 – preços de BSB.

Courvim
O courvim pode ser encontrado mais liso, com pouca textura ou bem texturizado. A variedade de cores disponível nas lojas costuma ser mais limitada. O seu verso é liso, portanto, é adequado para apliques. Custa entre R$ 15,00 e R$ 18,00.


Couro naval
O couro naval é muito parecido com o courvim: tem texturas variadas e verso liso. A diferença é que ele pode ser utilizado em produtos que serão molhados – é muito utilizado em estofamento de móveis para exterior e de barcos. Custa entre R$ 18,00 e R$ 22,00.

Napinha
A napinha é um couro bem fininho, pouco texturizado, quase liso na verdade, parece mais um plástico. É o mais barato, custando de R$ 6,00 a R$ 8,00 o metro. É difícil de trabalhar por ser muito liso, não desliza bem na máquina. Por ser muito fino, em cores claras é possível ver o traço do molde no verso.

Agora vamos falar sobre o corte das peças e a costura:

Ferramentas

. Normalmente eu utilizo lápis para traçar os moldes. Caneta também pode, mas muito cuidado pois elas podem manchar. Traço sempre no verso do couro.

. Para cortar eu utilizo uma tesoura dessas multi-uso. É importante ter uma tesoura só parar cortar couro, outra só para tecido, outra só para papel. Dessa forma você conserva melhor o fio de corte delas. Eu uso também cortador circular ou base de corte,  Também utilizo uma tesourinha de cortar linhas para finalizar as costuras.

. Para segurar as peças no lugar durante a costura, eu utilizo clipes de papel, pregadores de roupa e alfinetes. Atenção: utilize o alfinete somente nas margens de costura, pois o furo é irreversível.

. Dependendo do trabalho, é necessário colar antes de costurar. Por exemplo, se você for costurar uma margem muito estreita, fica complicado segurá-la somente com clipes ou pregadores. Sugiro usar um cola antes quando for mexer com peças pequenas como flores e laços ou fizer apliques de couro com couro. Eu costumo usar adesivo de contato – mais conhecido como cola de sapateiro.


Ferramentas e colas de contato: Cascola Tradicional 200g, Cascola Extra Sem Toluol 30g, Cascola Extra 30g e Colabras 30g

Sobre colas
A marca mais famosa é a Cascola, da Henkel. Eu também já utilizei a Colabras da Brascola e pra mim a qualidade é a mesma. Eu escolhi trabalhar com a Cascola, pois existe a opção sem toluol – não tem aquele cheiro horrível e nem faz mal ao ser inalada. Você pode adquirir essas colas em latas ou bisnagas, em lojas de materiais para construção. As latas são bem mais baratas, mas é difícil trabalhar com elas, você precisa de uma espátula, faz meleca, é difícil de tampar e a cola acaba endurecendo e estragando na lata. As bisnagas são bem mais caras, mas muito práticas. O problema é que a bisnaga de Cascola sem toluol tem uma tampinha de plástico que sempre quebra, então eu sempre remendo as minhas com durex.

A hora da costura
. Para costurar utilize linha de poliéster e agulha (pode ser a Singer 2020) de n° 16 ou 18. Utilize pontos largos e diminua um pouco a tensão da máquina. Normalmente eu costuro com ponto 4 e tensão 3.

. Para facilitar a costura, é bom utilizar um pé de teflon. Ele desliza mais facilmente sobre o couro. É fácil encontra-lo em armarinhos ou lojas especializadas em máquinas de costura. Paguei R$ 10,00 no meu da Singer. Hoje ele está meio de lado, pois minha máquina nova (Janome 8077) utiliza pés do tipo snap-on e esse da foto é do tipo low shank. Então é bom observar o tipo de pé calçador da sua máquina antes de comprar um.

. Se ainda assim continuar difícil deslizar o couro pela máquina, eu utilizo talco. O meu fica em uma latinha de pastilhas Valda e eu utilizo um pincel pequeno de maquiagem, desses bem baratinhos, para passar o talco no couro. Passe somente onde o pé da máquina precisa deslizar, em pouca quantidade e somente sobre o couro. Eu já usei óleo (daqueles Jonhson & Johnson), mas faz uma certa bagunça, a mão fica melecada e atrapalha o trabalho. Há quem use creme ou papel de seda, mas esses nunca testei. Tanto o talco quanto o óleo não causam nenhum dano ao couro ou á máquina. Depois, basta limpar com um pano úmido.

Recomendação final
É preciso ter cuidado ao costurar com o couro e treinar bastante, porque uma vez desfeita a costura, os furos ficarão ali. Então comece primeiro com projetos simples, e teste o ponto, a tensão, a agulha, a linha, o pé calcador em um retalho, antes de começar a costura.

COSTURANDO EM COURO




O couro é um material resistente e durável, que pode emprestar um ar exótico ao seu guarda-roupa. No entanto, é muito caro para comprar. Uma opção mais econômica é comprar "peles" de couro e costurar suas próprias roupas. Existem algumas indicações e técnicas de costura a manter em mente quando se costura couro, mas no geral não é tão difícil como você pode pensar.

1.A maioria das máquinas de costura pode costurar facilmente couros leves e médios. Você vai precisar apenas uns poucos suprimentos especiais.

Uma agulha para couro, para sua máquina de costura. Agulhas de costura comuns quebrarão muito facilmente se você tentar usá-las em couro. Além disso, agulhas para couro são muito afiadas, e por isto perfuram o couro mais rapidamente.

Linha de poliéster.  A linha de algodão não é forte o bastante para segurar peças de couro juntas. Linhas de poliéster vão proporcionar mais força e serão mais duráveis.

Fita dupla-face para couro. Você não conseguirá prender moldes em peças de couro com alfinetes ou alinhavar costuras sem deixar furos no couro. Fitas para couro são uma opção segura que não danificarão a peça.

Cortador rotativo. Tesouras vão deixar bordas não visíveis irregulares no couro. Cortadores rotativos produzirão um corte fácil, suave, regular e limpo.

Calcador para couro, para sua máquina de costura. Um calcador para couro irá segurar o couro enquanto você costura, sem arrastar ou marcar as peças.

2.Agora, você terá de escolher peças de couro para o seu projeto. Existem quatro tipos principais de couro:

Couro de boi: Este é o tipo mais pesado de couro, o que o torna melhor para o vestuário que requer muito pouca maleabilidade, tais como casacos e calças.
Couro de porco: Este é um couro médio, e é mais versátil do que o couro de boi, mas tem poros grandes e não vem em pedaços grandes, como o couro de boi vem.
Couro de cordeiro: O couro é muito delicado e leve. Vem em pedaços relativamente pequenos. Não é tão durável quanto couro de boi ou de porco.
Pele de cobra: A pele de cobra é muito frágil e não é adequado para a maioria das roupas. Pode, no entanto, ser utilizada para bolsas e cintos.

Quando vai a uma loja de couro para escolher peles, tenha cuidado ao escolher peças que tenham o mesmo acabamento e a mesma tonalidade. A maioria das peças de couro são medidas em metros quadrados, ao contrário de outros tecidos, que normalmente são vendidos por metro simples (e largura variando de 90 a 140 cm). Você também pode querer considerar camurça ou couro sintético, o que pode proporcionar uma aparência semelhante a um preço muito menor.

3.Agora que você tem seus materiais e peles de couro, pode começar a construir seu vestuário de couro - quase! Você não pode voltar atrás e remover as partes que foram medidos incorretamente, sem deixar furinhos muito feios no couro, é uma boa idéia fazer uma amostra do seu projeto primeiro, utilizando um tecido barato de algodão. Faça os ajustes necessários no molde, e então cuidadosamente vá pegando os pedaços e utilize-os como moldes para cortar o couro. Fixe o molde ao couro usando a fita dupla face para couro, e corte-os com um cortador rotativo. Se você se sente mais à vontade marcando o molde no couro, utilize um material facilmente removível, como o giz.

4.Assim que estiver pronto para costurar as peças do seu molde, escolha um ponto razoavelmente longo. Se você usar um ponto pequeno demais, isto terá um efeito perfurante sobre o couro, o que pode fazê-lo despedaçar-se com facilidade. Se a sua máquina de costura pular um ponto, termine a costura, e então volte e emende a mão o pedaço que faltou. Sempre faça um nó no início e no final das costuras, em vez arrematar com pesponto, o que fará furos desnecessários no couro.

5.Após concluir sua peça de couro, você provavelmente vai querer forrá-la com outro tecido para torná-la mais confortável. O forro é costurado exatamente da mesma forma como você costuraria em uma peça de tecido, mas não se esqueça de usar fita para couro em vez de alfinetes para segurar temporariamente as costuras.





Você pode aprender a costurar couro com estas dicas simples. Depois que você terminou, sua peça exclusiva de couro estará pronta! Cuide dela corretamente mandando lavar a seco regularmente, e evitando que pegue umidade excessiva.